26 outubro 2009

Episódio 2 - SongBook


Bem, mais uma semana se passou e com a vontade que foi expressada por cada membro da equipe no ensaio (episódio) anterior, imaginei que esta proposta seria a mais fácil de se realizar. E como o homem se engana, não é mesmo? Então lhes contarei como foi.
Um belo dia, quando todos estavam já criando um certo cansaço das músicas que estávamos cantando, pois alguns já imaginavam que não precisava ensaiar as músicas, pois as cantávamos todos os dias, durante anos. Então ao escolher alguns cânticos para cantarmos no domingo a patricinha disse: Não tem umas músicas novas, atuais que agente poderia trocar pelo cântico "Deus é o meu refúgio"? No momento imaginei: Este é o momento de usar a vontade que eles estão e deixá-los criar um caderno de cânticos novo. Então convoquei o grupo para agente pensar na melhor forma de montar um caderno de músicas. Foram dadas muitas idéias, entre elas: Um caderno que fosse frente e verso, com músicas atuais e um CD contendo as músicas do caderno para todos terem como treinar em casa. Eu me apaixonei pelo grupo!
Então pedi a patricinha pra escolher algumas músicas, e o pessoal do instrumental e que conforme formos escolhendo algumas músicas, já vamos ensaiando essas músicas na sexta feira. E a primeira semana estava uma maravilha Até a 4 semana, ok. As demais foram tortura. Eu procurando todos os Cds possíveis de 2005 em diante que tivesse músicas que se enquadrassem nos cultos que temos. Enquanto os demais, começaram a parar. Foi uma semana, 2 semanas, 3 meses, 5 meses. Então pensei: Já é hora de caminhar né. Chamei uma garota para me ajudar e convoquei minha esposa. As duas chegaram a me mandar varias músicas, e coloquei no índice e já separei 2 cifras de cada música. Uma coisa bem trabalhosa, mas que renderá frutos.
Mais uma vez pedi um trabalho a Patricinha: Pegar os links das cifras que eu havia encontrado e colocar todas dispostas e formatadas. Acho que não é algo muito difícil. Pedi e aí o que aconteceu? Ela fez uma parte. Bem da forma que imaginei. Fiquei muito feliz. Quase comprei um presente pra ela! Muito feliz mesmo... Dei graças a Deus e tirei um fardo de mim, pois estava procurando metodologias de ensaio, técnicas de banda, ensaio de banda, ensaio de coral. Coisas que até então, nunca tinha me preocupado. Aí fui afundo nisso. Fiz 2 DVDs com técnicas de teclado, técnicas de guitarra e técnicas de voz. Aí passei a fazer um caderno com várias matérias sobre técnicas vocais. Fiz uma apostila de estudos e treinos para guitarra. Passei um site para o baterista treinar. Então pensei, pronto, está na hora de ver as coisas andarem. E ai aconteceu. As coisas não andaram. Por mais que eu me esforçasse não conseguia fazê-los andar. E nesse tempo fiquei pensando e orando a Deus. Só pedia forças para não desanimar e vontade de crescer mais.
Os dias passaram chegou a completar 7 meses e terminamos o caderno de música. Depois disso, parei pra pensar, 7 meses poderíamos gravar músicas nossas. Criar um caderno de músicas próprias. E comecei a orar por isso.
Mesmo depois dos 7 meses com a ordem das músicas, o indice das músicas pronto, ainda não pudemos iniciar o caderno novo. Então, acho que me extressei com a situação e mandei o arquivo DOC do caderno pra todos. Queria ver se alguém falava alguma coisa. E um deles falou: "Legal gordo o caderno ficou bom".
Não me imagino sendo mais pró-ativo. E novamente, fui orar, comecei a orar mais. Comecei a demonstrar minha insatisfação com o grupo e 2 pessoas me perguntaram: Porque vc está nervoso com agente hoje? Eu não desabei nelas porque sabia que a culpa toda não era delas. Era a situação, o contexto. Então contei o seguinte sonho que tive:
Eu abri os olhos e estava de pé ao lado do pessoal do grupo. Só que estávamos todos acorrentados, e eu possuía uma asa branca imensa. Eu tentava voar, mas as correntes me prendiam, e não via as pessoas ao lado querendo fazer nada para sair desta situação, então ao orar um anjo apareceu, tocou as minhas correntes e disse: Voe. Eu perguntei: E eles? O anjo respondeu apenas: Voe.
Os olhos destas garotas se encheram de lágrimas e o meu também. Nunca foi tão real, algo que gostaria de fazer, mas não podia ainda pois me sentia preso a uma pedra.
Conversamos e elas disseram que não estariam mais paradas, que chamariam a atenção do anjo para que ele também as libertasse.
E eu gostaria muito de ver isso como uma verdade absoluta e que houvesse persistência da parte do grupo. Persistencia e perseverança são coisas raras, então não perca o episódio 3 - A primeira vez.
Uma passagem bíblica que marcou essa semana: João 1: 51.

___________________________________________
Leia um livro vale a pena: Clique aqui e escolha