19 agosto 2009

Hillsong Brasil 2009

Uma novidade que não é mais novidade!
Um grupo modelo, que anima, e que vale a pena trabalhar pra ser igual?
Passei um tempo pensando que talvez se tivessemos as equipes de Louvor de todas as igrejas iguais as equipes presentes na igreja de Hillsong, talvez nosso Brasil estivesse totalmente voltado ao Senhor.
Mas se pararmos pra pensar friamente, nossos tempos são diferentes, temos culturas diferentes. Existe muitos pontos positivos que deveriamos estudar e fazer melhor que eles, mas tem muitas outras coisas que talvez não devêssemos nem chegar perto.
Algumas coisas que deveriamos copiar é o profissionalismo. No Brasil, levita se mistura a palavra voluntario, o que não acontecia no passado biblico. Mas guardada as devidas proporções (de tamanho e arrecadação) as nossas igrejas comuns, não pensam seriamente em manter uma equipe dedicada continuamente a adoração e louvor. Em caso de voluntarios, a equipe pode até crescer, mas quando chega alguém realmente bom, que poderia levar a equipe a plenitude tecnica e até espiritual, esta pessoa só será reconhecida FINANCEIRAMENTE se não houver mais missionários, seminaristas, grupos, casas que devotem atenção da diretoria.
Mas onde está o erro? Nossa cultura diz que existem 2 áreas : O Mundo Gospel e o Secular.
Se trabalhamos para uma operadora de telemarketing secular, tudo bem, porém se trabalhamos para uma gravadora secular somos crentes ruins. É cultura. E para isso mudar, muitos terão que enfrentar isso.
No Exterior, não existe diferença. Eu gostaria muito de trabalhar numa empresa Gospel! fazendo coisas Gospel e sendo Gospel! Principalmente Levita.
Hoje tenho estudado composição, eventos, e informatica profundamente. Tento crescer de todos os lados que me foram entregues. Tento aprender com quem tem muita experiencia (Hillsong) e não cometer os mesmos erros durante o processo de Crescimento. A igreja local, a missão e a SEDE, deve pensar em um todo, no conjunto, mas isso é tema pra uma proxima postagem.
Fiquem na paz!